Quem sou eu ?

Minha foto
Capital do Ceará, Ceará, Brazil
cearense,ex aluno Marista,canhoto,graduado em Filosofia pela UECE, jogador de futebol de fds, blogueiro, piadista nato e sobretudo torcedor do Ceará S.C. Não escreveu livros, não tem filhos e não tem espaço em casa para plantar uma árvore.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Mais que futebol.


Time só existe um. Aquele para o qual você torce. Apenas ele, nenhum outro. Desde a década de 1990, com a popularização das TVs por assinatura e da internet e o acesso mais fácil a campeonatos internacionais, surgiu um curioso fenômeno, o torcedor múltiplo. O sujeito torce pelo CSA, Once Caldas, Napoli, Nottingham Forest, Bayer Leverkusen, Ajax, Colo Colo, Peñarol e Paysandu de Belém do Pará.


Desculpe, eu sou aquele torcedor à moda antiga. E não levo a sério você, torcedor múltiplo. Time é apenas um. Aceito, sim, que um brasileiro torça pelo Manchester United. Da mesma forma que acho normal um paulista que torce pelo Internacional ou um curitibano que torce pelo Corinthians. O que não engulo é gente que faz loteamento no coração. É poligamia futebolística.

Quando tinha 12 anos e comecei a freqüentar o Estádio Castelão, sobretudo por morar na mesma avenida e as violência não ser tão acentuada como nos dias de hoje, pude ver Ceará e Vasco pela Copa do Brasil. O número de torcedores do time carioca era significativo, mas ver um time do eixo Rio-SP no nosso estado era um evento social.

No mesmo período acompanhei pela TV Bandeirantes (O canal do esporte) o São Paulo Futebol Clube ser bi campeão mundial. Ver o time de Telê Santana jogar era fabuloso, e confesso que passei a ter uma simpatia pelo tricolor paulista. Em seguida meus amigos de colégio diziam que “todo mundo” tinha um time pra torcer no Rio de Janeiro, e justamente naquele ano de 1995 o Fluminense foi campeão carioca, e lá vai eu também nutrir uma admiração pelo pó de arroz.

Os anos se passaram a simpatia por outros times também ficaram no passado e via esses times jogarem e passei a ser indiferentes a eles. Tanto faz se ganham, perdem ou empatam. Porque torcer, eu só torço pelo meu time. Fui percebendo que time de futebol era mais que uma mera convenção. Era minha identidade. Dizia de mim, mais do que eu imaginava.

Amanhã tem Flamengo x CEARÁ pela Copa do Brasil. É, baita jogo. Espetacular. Dia bom pra quem gosta de futebol. Oportunidade da grande colônia de Cearenses que moram no Rio de Janeiro irem prestigiar não apenas o único representante do Nordeste na competição, mas sobretudo, o time que representa suas raízes. Isso sim, algo que tem que ser levado em conta.

Essa partida não é a disputa do tostão contra o milhão, ou outras comparações pitorescas que sugerem em véspera de partidas desse nível, mas um time que tem conquistado seu espaço, e levado o nome do estado do Ceará a grande mídia nacional. Hoje o torcedor cearense tem orgulho de vestir a camisa do seu time, e tem deixado de atribuir simpatia aos clubes midiáticos.

Sempre achei que o mundo deveria ser menos maniqueísta, Menos Bem x Mal. Neste caso, porém, não existe meio termo. Torcedor tem um time só. O meu todos já sabem, é o CEARÁ SPORTING CLUB, No Brasil, na Espanha, no Togo, no Camboja e na Austrália.


Valeu galera,


Com vocês, ao Serviço d’Ele,

Thiago Oliveira Braga

3 comentários:

Facundo disse...

Bela declaração de amor cara... Fui ver um jogo do ceará no castelão dia desses, depois de velho. A, estando lá, pude perceber o porque de tanta gente fazer do futebol algo quase sublime... Pretendo ir ao estádio outras vezes. E espero que o Ceará (meu time também) possa nos dar muitas alegrias...

J. Braga - Neotéfilo disse...

"Essa partida não é a disputa do tostão contra o milhão, ou outras comparações pitorescas que sugerem em véspera de partidas desse nível, mas um time que tem conquistado seu espaço, e levado o nome do estado do Ceará a grande mídia nacional."

Kkkkkkkkkkkk...a carniça só aparecia como coadjuvante da Segunda Divisão e só tem algum destaque, agora, por causa da má fase do Fortaleza. E dêxe de quêxo que você não "nutria simpatia" coisa nenhuma. Você VIROU A CASACA, sejamos claros.

ruben disse...

opa, grande tiago, mais q certo, meu time, de infancia, era apenas um, palmeiras, mas era dificil nao torcr palmeiras em 1993 e 94, e toda geração de 96 ou 99, enfim, mas msm com todo declinio posterior o gosto continua. contudo, qdo comcei a torcer ceará, ir para o estádio e td, n deixe de torcer palmeiras. n é uma critica ao seu unico clube, q assino embaixo, mas me desligar do palmeiras é sacrificar minha infacia e gosto demais do clube, o msm digo ao ceará. agora se rola pal x ceara, putz, ceara desde criancinha ... n por uma critica a mídia, e não apenas pela critica ao sudestinismo imperativista, mas é pq tem um gosto melhor, vc se sente de casa, enfim, n é divisao geografica, mas de relação afetiva de proximidade aguda.