Quem sou eu ?

Minha foto
Capital do Ceará, Ceará, Brazil
cearense,ex aluno Marista,canhoto,graduado em Filosofia pela UECE, jogador de futebol de fds, blogueiro, piadista nato e sobretudo torcedor do Ceará S.C. Não escreveu livros, não tem filhos e não tem espaço em casa para plantar uma árvore.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Messi, crônica de uma máquina quase perfeita.


Lionel Messi foi programado para fazer gols.




E para jogar bem.



Parece ter sido construído em laboratório com a única missão de balançar as redes.



Prova disso é sua trajetória em campo sempre vertical, aguda, objetiva…



Escrever sobre o camisa 10 do Barcelona é descrever números. São estatísticas que comprovam um talento fora do comum.



Messi não é um camisa 9, artilheiro forte e de presença.



Messi também não um armador, gênio cerebral que pensa o jogo.



Porém, Messi incorpora ambos com tamanha simplicidade – e habilidade.



Habilidade essa que não tem firulas.



O drible é seco, rápido, desconcertante. O passe normalmente é preciso, decisivo.



E o chute sempre vai milimetricamente no canto.



Nesta temporada, só pelo Barcelona, já são 49 gols.



É o jogador com mais gols numa única temporada no futebol espanhol (superou Zarra e se igualou a Puskas)



Na Liga BBVA, Messi tem 30 gols em 29 jogos. Além de 18 assistências.



Ou seja, o Barça depende do argentino, até aqui, em quase 56% dos gols no Espanhol.



Na Champions são 9 gols e 3 assistência em 10 jogos.



Na Copa do Rei, 7 gols e 2 assistências em 7 partidas.



E ainda há 3 gols na Supercopa da Espanha.



Impressionante!



Resumo 2010-11:



Jogos: 46

Chutes certos: 112

Gols: 49

Assistências: 23

Vitórias: 35

Derrotas: 3

Empates: 7

PS: Texto em constante atualização…

Um comentário:

Facundo disse...

hehehehehehehe
Legal essa seu interesse pelo futebol. Gosto muito de ver o Messi jogar! E, no fundo, depois do Brasil eu torço pela Argentina... Mas não conte a ninguém beleza? hehehehe
Falô cara!