Quem sou eu ?

Minha foto
Capital do Ceará, Ceará, Brazil
cearense,ex aluno Marista,canhoto,graduado em Filosofia pela UECE, jogador de futebol de fds, blogueiro, piadista nato e sobretudo torcedor do Ceará S.C. Não escreveu livros, não tem filhos e não tem espaço em casa para plantar uma árvore.

segunda-feira, 31 de março de 2008

Oração - Santo Agostinho


“...Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova! Tarde demais eu te amei! Eis que habitava dentro de mim e eu te procurava do lado de fora. Eu, disforme lançava-me sobre as belas formas das tua criaturas, estavas comigo mas eu não estava contigo. Retinham-me longe de ti as tuas criaturas, que não existiriam sem em ti não existissem. Tu me chamaste e teu cripto rompeu a minha surdez. Figuraste e brilhastes e a tua luz afuguentou a minha cegueira. Expargiste a tua fragância e respirando-as suspirei por ti: Tu me teceste e agora estou ardendo no desejo de tua paz...” “...Grande és tu Senhor, sumamente louvável: Grande é a tua força e a tua sabedoria não tem limite. E quer louvar-te o homem, esta parcela de tua criação; o homem carregado com sua condição mortal, carregado com o testemunho de seu pecado e com o testemunho de que resiste aos soberbos e, mesmo assim, quer louvar-te o homem, esta parcela de tua criação. Tu o insitas para que sintas prazer em louvar-te. Fizeste-nos para ti e inquieto está o nosso coração enquanto não repousar em ti.”


Santo Agostinho – Confissões
Valeu galera,
com vocês,
no Serviço d’Ele,
Thiaguin

Um comentário:

Filipe Garcia disse...

Oração maravilhosa!

Agostinho, como disse Chesterton, foi uma mente brilhante e um cristão incrível.

Contudo, eu prefiro São Francisco a ele.

Um abraço!